[ editar artigo]

Aqui só entra quem tem mais de 50

Aqui só entra quem tem mais de 50

Como criei a 1ª escola de inglês para maiores de 50 anos do Brasil
a partir de uma aventura familiar


Quem diria que uma história de amor me levaria a abrir uma escola? Foi no ambiente corporativo que comecei meu caminho, a princípio sem surpresas e bem planejado. Passei por empresas multinacionais como Deloitte e Electrolux, e equilibrei bem a vida profissional com as paixões da vida pessoal: a maternidade, a literatura e o estudo do inglês, idioma pelo qual sou fascinada. Em 2008, uma prima minha se apaixonou por um norueguês e meu mundo mudou.

Sim, MEU mundo!

Em tempos de pandemia, venho defendendo os cursos pela internet como uma janela para nos comunicarmos com o que está lá fora. Minha prima abriu essa janela já naquele tempo e, ao trazer o Jarl para casa, mexeu com toda a família - é que todos tiveram que fazer um pouco de malabarismo para se comunicar com o novo parente. E falar norueguês não era uma opção!

Bom, todo mundo já teve um pouco de contato com o inglês na vida, não é? O idioma está nos sinais que usamos para ligar e desligar os eletrônicos e eletrodomésticos, está nos aeroportos, no comércio, nas funções mais básicas da internet… Foi assim que o inglês se tornou o ponte intercontinental na nossa família.

Mas para a futura sogra de Jarl, minha tia, o conhecimento da língua inglesa era muito vago para estabelecer uma conexão mais certeira entre os dois. Então ela se matriculou num curso de inglês perto de casa. Eu que indiquei. Achei que bom era qualquer curso que ficasse perto de onde a gente mora.

E ela odiou!

Acabei aprendendo com minha tia algo valioso e decisivo para meu futuro: pessoas com mais de 50 anos têm experiência de vida e gostam de ter suas motivações e conteúdo valorizados e levados em conta. Pessoas com mais de 50 anos são interessantes - e interessadas. Então... Imagine minha tia, uma mulher de 63 anos, ávida por se conectar não apenas com o genro, mas com todas as oportunidades que a vida apresenta quando se fala inglês - como novos amigos, autoconfiança nas viagens, compreensão das músicas favoritas e das expressões dos filmes… -  limitada a uma sala de aula repleta de alunos estudando por obrigação ou por pressão dos pais, da sociedade ou de seus empregos.

Foi assim que me desliguei do emprego e idealizei a Tea Time Escola de Inglês Para Maiores. O método pedagógico da escola considera o imenso valor humano que acompanha uma pessoa maior de 50 anos.

Maiores de 50 anos, quando decidem estudar, o fazem por prazer, o que já é um começo brilhante. Acabam levando não só conhecimento, mas autoconfiança e satisfação para lidar com as situações da vida, que hoje envolvem cada vez mais o idioma inglês. Para muitos de nossos alunos, as aulas na Tea Time se tornaram mais do que aulas de inglês. Entre nossas turmas, acumulamos relatos incríveis de melhora da autoestima e da saúde emocional, além de uma conexão muito mais afinada com o mundo.

A Tea Time me colocou em uma missão!

É possível começar a estudar na Tea Time a qualquer dia do ano, pois não trabalhamos com a pressão das provas. Nosso foco é exclusivamente no aprendizado sem neuras. As matrículas estão sempre abertas e as entrevistas de nivelamento garantem que o aluno entre na turma mais indicada para sua adaptação.  Em nossas redes sociais e em nosso site divulgamos o calendário de atividades abertas para que o público participe e conheça nossa escola.

📌TEA TIME Inglês para maiores de 50

🌎www.teatime.com.br

Whatsapp (41) 99270-2601

Instagram @teatimeoficial

Facebook @teatimeinglesparamaiores

 

Lênia Luz
Renata Gardiano
Renata Gardiano Seguir

Fundadora da Tea Time, escola pioneira no Brasil no ensino do inglês para maiores de 50 anos.

Ler conteúdo completo
Indicados para você